Nesta manhã, a empresa de análise global Ovum divulgou novos números sobre o rápido crescimento do mercado de interconexão de data centers (DCI), e no topo da lista de fornecedores de equipamentos que atendem a esse mercado encontra-se a Ciena.

O mais recente estudo da Ovum é um dos primeiros a fazer uma análise detalhada, em termos de porte e crescimento, dos principais fornecedores de equipamentos do mercado de DCI. De acordo com o relatório, as receitas totais mundiais de DCI cresceram mais de 16% em 2014, atingindo US$ 2,5 bilhões, um número que deve alcançar os US$ 4,2 bilhões até 2019.

Esse grande crescimento torna a interconexão de data centers um dos mercados mais disputados entre os atuais fornecedores de equipamentos de comunicação – uma batalha que, segundo os números da Ovum, a Ciena está vencendo e assim se destacando como “a líder do mercado total mundial de DCI.”

 alt=

“A Ciena há muito tempo vem sendo bem-sucedida no que se refere aos mercados em franco viés de crescimento,” afirmou Ron Kline, analista principal de Redes Inteligentes na Ovum. “Sua posição de liderança no mercado global de DCI é uma demonstração da capacidade da empresa de penetrar no principal segmento dos clientes, na medida em que continua diversificando sua base de clientes.”

Na verdade, 2015 é visto por muitos do setor como um ano crucial para as redes metropolitanas, devido, em boa parte, ao grande crescimento das ofertas de serviços de data center, nuvem e virtualização que estão sobrecarregando as atuais infraestruturas de rede e expondo sua inflexibilidade. A Ciena chama isso de efeito em escala Web e sua poderosa influência está transformando rapidamente a rede metropolitana e o mercado de DCI. Essa mudança é potencializada, em parte, pelos grandes provedores de conteúdo de Internet (ICPs), como o Google, o Facebook e o Amazon, e pelos provedores independentes de operadora (CNs),  como o Equinix e o Digital Realty Trust, que estão levando os princípios da TI na amplitude da Web do data center para a rede, agindo como a força propulsora por trás do novo hardware otimizado para redes metropolitanas e até das novas arquiteturas metropolitanas de 100G que estão sendo introduzidas no espaço metropolitano.

Na verdade, os ICPs/CNs já são responsáveis por um terço das entregas de portas de 100G da Ciena em todo o mundo (primeiro trimestre do ano fiscal de 2015).  A Ciena agora tem como clientes dois dos cinco principais fornecedores na Web e, nos dois últimos trimestres fiscais, nosso segundo maior cliente em termos de receita foi uma das mais importantes empresas da Web.

O interessante, porém, é que o estudo da Ovum demonstra que os provedores de serviços de comunicações (CSPs) ainda são os responsáveis pela maior fatia em termos de gastos de DCI – quase metade do mercado de US$ 2,5 bilhões, – e continuarão sendo os que mais gastarão no futuro.

Isso reflete o fato de que as empresas na Web não estão apenas desenvolvendo suas próprias redes para interconexão de data centers, mas também consumindo grande capacidade de rede das redes CSP.

O CEO da Ciena discutiu essa tendência na última conferência sobre os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2015, destacando como o mundo de hoje, centrado na nuvem e no data center, precisa de uma posição de liderança com as empresas na Web e os provedores de serviços globais de camada 1, visto que suas funções estão se tornando cada vez mais interdependentes.”

Para saber mais sobre o mais recente estudo da Ovum sobre o mercado de interconexão de data centers, consulte o respectivo comunicado à imprensa.