Mervyn Kelly é diretor de marketing da Ciena na EMEA, responsável por ajudar os clientes a aprimorar suas redes por meio de novos fluxos de receita e maior eficiência. Mervyn possui mais de 20 anos de experiência em Carrier Ethernet, óptica, OTN e fibra. 

 

Quando eu estava preparando minha apresentação para a conferência sobre Redes ópticas de nova geração (NGON) desta semana em Nice, ao sul da França (não é fácil, mais alguém tem que fazer…), precisei investir um tempo na reflexão sobre nosso setor e no que é novo e interessante. Quanto mais observo nosso setor, mais me dou conta de que ele se tornou um caleidoscópio, com múltiplas facetas de mudança: de inovação óptica contínua e otimização de segmento vertical a programabilidade, automação e virtualização de softwares.

Minha tarefa é tentar digerir e compreender isso em uma espécie de forma ordenada, então a primeira coisa óbvia a fazer é verificar o que os analistas estão dizendo, e a Infonetics relatou que as despesas ópticas mundiais no primeiro trimestre de 2016 aumentaram 13 por cento no ano e estão apresentando tendência positiva desde então.  

Sim, ok, tudo certo, mais, quanto mais eu penso sobre isso, mais concluo que essa é apenas metade da história. Os negócios da Ciena nesse espaço -- e, na verdade, o conteúdo e a evolução da conferência NGON -- são complexos, multifacetados e giram em torno de constantes inovações. WDM e óptica de pacotes estão proporcionando cada vez mais largura de banda, mais programabilidade, menos densidade, menos consumo de energia e maior segurança. 

Tome como exemplo produtos como o 6500 T-Series da Ciena, a criptografia 100G/200G baseada em hardware, de tempo real, e a otimização contínua de soluções de Ethernet para backhaul móvel e serviços comerciais de Ethernet. E não vamos esquecer os avanços em óptica submarina proporcionando ainda mais largura de banda em instalações submersas existentes, ainda que essas soluções Geomesh se conectem totalmente às redes terrestres.

Um caleidoscópio de tecnologias

E, além dos pacotes ópticos, a Ciena e a conferência NGON também estão se voltando para vários segmentos de clientes adjacentes com muitas soluções complementares e relacionadas.

Primeiro, há os novos clientes a quem nos dirigimos com interconexão de data centers (DCI) – os provedores de conteúdo de Internet (ICPs), como a Microsoft, e empresas de hospedagem de data centers, como a Equinix. Esses caras foram bem atendidos no passado com soluções de pacotes ópticos tradicionais, mais agora estão demandando soluções DCI otimizadas, como o Waveserver, com operações simples, interfaces abertas e emulação baseada na nuvem para autopersonalização e agilidade de DevOps.

Então existe algo novo na cidade, a SDN/o NFV, e associado a isso um grande interesse do cliente por automação baseada em software, orquestração de serviços de ponta a ponta e novos aplicativos de rede de TI virtualizados.

A SDN/O NFV e o futuro da óptica

Assistindo a muitas das recentes conferências centradas em SDN/NFV, nós nos vemos algumais vezes ainda enamorados pela tecnologia, e é claro que a NGON está abordando esse assunto de um ponto de visto muito pragmático: observando como podemos utilizar a SDN/o NFV para agregar valor máximo às redes de pacotes ópticos e aos serviços que elas fornecem. Há também evidente interesse e um crescente entendimento da importância de ter a arquitetura de software correta e a abordagem de DevOps sobre a SDN/o NFV.

As operadoras de rede estão cansadas de confiar em grandes pilhas de softwares monolíticos que exigem serviços profissionais caros e muito tempo para fazer as alterações. Agora elas querem e valorizam arquiteturas (microsserviços) modulares com kits de ferramentas DevOps quando têm opção – seja do tipo "faça você mesmo" ou de desenvolvimento de softwares de terceiros - para definições de serviço ou adaptadores de recursos de dispositivo.

Espero que este blog faça você entender por que eu acho incrivelmente interessante trabalhar na parte do setor em que o panorama está evoluindo constantemente (caleidoscópio?) e onde sempre há algo novo a aprender.

Será ótimo se você puder se juntar a mim na conferência sobre Redes ópticas de nova geração (NGON), de 28 de junho a 1o de julho, em Nice. Você será muito bem-vindo ao workshop para clientes na pré-conferência da Ciena em 28 de junho, de 11h00 às 14h00 com o palestrante convidado especial Winston Carrera, da BT.