Próximos passos

8700

Packetwave Platform

8700-10-slot

Com a proliferação de aplicativos para data centers e usuários finais, o tráfego dominado por pacotes de usuário para conteúdo e de conteúdo para conteúdo vem crescendo, o que resulta em mudanças significativas nos padrões, na dinâmica e na escala de tráfego das redes metropolitanas. A 8700 tem a finalidade de enfrentar os desafios corporativos específicos das redes de pacotes associados às redes metropolitanas e regionais, possibilitando às operadoras de rede acompanhar o ritmo das tendências de mercado, que evoluem rapidamente.

DID YOU KNOW?

A Ciena recebeu 5 diamantes pela 8700 Packetwave Platform

O BTR Diamond Technology Review condecorou a Ciena com 5 diamantes pela 8700 Packetwave Platform. Além disso, a plataforma foi nomeada a vencedora do prêmio Diamond Technology Review Innovation. Este vídeo discute os atributos da tecnologia revolucionária da 8700 Packetwave® Platform e por que a BTR reverenciou a plataforma com a mais alta honraria.

Why 8700?

Finalidade específica: compacta e densa

Expanda seus recursos de rede sem expandir seu data center. A 8700 tem a metade do tamanho das unidades padrão. Utilizando o hardware mais recente disponível, juntamente com técnicas de projeto inovadoras, a 8700 satisfaz as restrições de espaço por meio de uma combinação líder de mercado entre tamanho reduzido e alta capacidade.

10 GbE e 100 GbE que economizam energia

Reduza as necessidades de energia e aumente os recursos da rede. A 8700 requer metade da energia das unidades padrão. Os custos com energia são os principais colaboradores com as crescentes despesas operacionais das operadoras de rede e data centers, e a tendência é que aumentem. A 8700 é uma das plataformas mais econômicas do setor. Por isso, além de favorecer o meio ambiente, também é mais rentável para as operadoras de rede.

Redes Ethernet metropolitanas mais simples

As operadoras de redes metropolitanas estão buscando alternativas inovadoras para projetar e implantar redes de pacotes metropolitanas livres das complexidades das tradicionais arquiteturas de rede de alta interação baseadas em IP. A 8700 foi projetada para facilitar uma nova abordagem para as redes metropolitanas.

Integração revolucionária do WaveLogic Photonics

Ao integrar nossa profunda experiência em fotônica em uma plataforma de comutação e agregação Ethernet programável e de multiterabit, as operadoras de rede podem otimizar e simplificar de forma significativa suas redes de Ethernet metropolitanas, obtendo benefícios mensuráveis, incluindo simplicidade, capacidade, escalabilidade e eficiência energética e de espaço, além de incontestável economia.

Ethernet programável

Reduza as necessidades de energia e aumente as capacidades da rede. A 8700 requer metade da energia das unidades padrão. Os custos com energia são os principais colaboradores com as crescentes despesas operacionais das operadoras de rede e data centers, e a tendência é que aumentem. A 8700 é uma das plataformas mais econômicas do setor. Por isso, além de favorecer o meio ambiente, também é mais rentável para as operadoras de rede.

Visualização do produto em 3D

Recursos

No. 1

Densidade e compactação de 10 GbE e 100 GbE líderes do setor para atender às restrições de espaço

No. 2

Densidade e compactação de 10 GbE e 100 GbE líderes do setor para atender às restrições de espaço

No. 3

Opções de configuração flexíveis com versões de chassi de 4 ou 10 slots totalmente modulares

No. 4

Certificação MEF CE 2.0 para E-Line, E-LAN, E-Tree e E-Access para melhores ofertas de serviço; E-Line e E-Access até e incluindo 100 GbE

No. 5

Recursos de OAM de pacotes assistidos por hardware para diferenciação de SLA garantida

No. 6

Provisionamento sem interação para ativação rápida, segura e sem erros dos serviços de pacote

Especificações

  • +Especificações físicas
    • Descrição 4 slots 10 slots
      L x P x A (mm) 483 x 600 x 267 483 x 600 x 445
      L x P x A (polegadas) 19 x 23,5 x 10,5 19 x 23,5 x 17,5
      Chassis por rack 7 4
      Peso (máx.) 91lb/42 kg 147lb/66 kg
      Entrada de CC -40 Vcc a -60 Vcc
      Entrada de CA 180 Vca a 265 Vca
      Consumo de energia (Watts a 25 °C/-48 V CC) (não ótico) 1150 (característico) 1650 (máximo) 2100 (característico) 3000 (máximo)
      Temperatura de operação

      32 °F a 104 °F
      0 °C a 40 °C

      O sistema foi testado
      e é compatível com o requisito operacional de curto prazo
      do NEBS
      de -5 °C a 55 °C (23 °F a
      131 °F). Curto prazo é definido
      no NEBS como um período de não
      mais de 96 horas consecutivas
      e um total de não mais
      de 15 dias em um ano. (Isso
      representa um total de 360 horas
      em um dado ano, mas não
      mais de 15 ocorrências
      durante esse período de um ano.)

      Temperatura de armazenamento -40 °F a 158 °F (-40 °C a 70 °C)
      Umidade relativa 5% a 90% (sem condensação)
      Fluxo de ar Da dianteira direita para a traseira esquerda Da dianteira inferior para a traseira superior
  • +Módulos de linha de serviço
    • 20 portas SFP/SFP + 1 GbE/10 GbE por PSLM-200-20:
      • 1 a 4 módulos por sistema de 4 slots; 1 a 80 portas
      • 1 a 10 módulos por sistema de 10 slots; 1 a 200 portas
    • 2 portas CFP 40 GbE/100 GbE por PSLM-200-2:
      • 1 a 4 módulos por sistema de 4 slots; 1 a 8 portas
      • 1 a 10 módulos por sistema de 10 slots; 1 a 20 portas
    • 2 portas DWDM 100 GbE empacotadas em OTU-4 de 100G sobre WaveLogic 3 Nano por CSLM-200-2:
      • 1 a 4 módulos por sistema de 4 slots; 2 a 8 portas
      • 1 a 10 módulos por sistema de 10 slots; 2 a 20 portas
    • 10x 1 GbE/10 GbE + 100 GbE por PSLM-200-11:
      • 1 a 4 módulos por sistema de 4 slots; 11 a 44 portas
      • 1 a 10 módulos por sistema de 10 slots; 11 a 110 portas
    • Qualquer módulo; qualquer slot
    • Módulo de comutação e temporização de controle (CTX):
      • 1 porta DCN de gerenciamento RJ-45 10/100/1000 M
      • 1 porta de console (RJ-45, EIA-561)
    • Módulo de comutação (SM):
      • Sem interfaces externas
    • Módulo de entrada/saída (IOM):
    • 16 entradas de alarme externo; 4 saídas de alarme externo
    • 2 portas RJ-45 de entrada/saída sincronizada
    • 4 portas SMB de entrada/saída sincronizada
  • + Ethernet
    • Qualidade de serviço hierárquica (HQoS) incluindo medição de entrada/conformação de saída
    • VLAN Provider Bridging (Q-in-Q) IEEE 802.1ad com intervalo total de S-VLAN
    • Pontes MAC IEEE 802.1D
    • Priorização de classe de serviço (CoS) IEEE 802.1p
    • VLANs IEEE 802.1Q
    • Ethernet IEEE 802.3
    • 1000Base-T IEEE 802.3ab via SFP de cobre
    • LACP (Link Aggregation Control Protocol) IEEE 802.3ad
    • 40 GbE/100 GbE IEEE 802.3ba-2010
    • Gigabit Ethernet IEEE 802.3z
    • Quadros jumbo de até 9.600 bytes
    • Túnel de quadro de controle de Camada 2
    • Agregação de links (LAG): ativo/ativo; ativo/em espera
    • Conformação de largura de banda de saída MEF 10.2 por EVC por COS
    • Controle de aprendizado de MAC por VLAN
    • Grupos de encaminhamento privados
    • Tunelamento de VLAN (Q-in-Q) para TLS (Transparent LAN Services)
  • + Certificação MEF CE 2.0
    • E-Access: Access EPL, Access EVPL
    • E-LAN: EP-LAN, EVP-LAN
    • E-LINE: EPL, EVPL
    • E-Tree: EP-Tree, EVP-Tree
  • + OAM Carrier Ethernet
    • Ping EVC (IPv4)
    • LLDP (Link Layer Discovery Protocol) IEEE 802.1ab
    • CFM (Connectivity Fault Management) IEEE 802.1ag
    • OAM de falha de vínculo IEEE 802.3ah
    • Metodologia de teste de ativação de serviço Ethernet ITU-T Y.1564
    • Monitoramento de desempenho (SLM; DM) ITU-T Y.1731
    • Metodologia de teste RFC 2544 para dispositivos de interconexão de rede
    • Respondente e receptor TWAMP RFC 5618, emissor TWAMP
  • + Sincronização
    • Interfaces de temporização de linha:
      • entrada e saída de 1 GbE/10 GbE (PSLM-200-20)
      • entrada e saída de 40 GbE/100 GbE (PSLM-200-2)
    • Interfaces de temporização externas:
      • entrada ou saída de BITS (T1: 1,544 Mb/s, E1: 2,048 MHz e 2,048 Mb/s)
      • entrada ou saída de frequência de GPS (1,544 MHz, 2,048 MHz e 10 MHz)
    • GR-1244
    • ITU-T G.813
    • ITU-T G.823/G.824
    • Ethernet síncrona ITU-T G.8262
    • ITU-T G.8262/G.8264 EEC – opção 1 e opção 2
    • ITU-T G.781
    • Oscilador Stratum 3E
  • +Protocolos de rede
    • AIS (Alarm Indication Signaling) com LDI (Link Down Indication) e RDI (Remote Defect Indication)
    • Reversão automática de pseudowire
    • Comutação de proteção em anel Ethernet ITU-T G.8032 v1, v2, v3
    • Túnel de quadro de controle de camada 2 em circuitos virtuais MPLS
    • Grupos de túnel LSP (Label Switch Path) MPLS
    • Redundância de túnel LSP (Label Switch Path) MPLS
    • Pseudowires multissegmentados MPLS
    • VPWS (Virtual Private Wire Service) MPLS
    • OSPF/IS-IS para plano de controle dinâmico MPLS-TP
    • RSVP RFC 2205
    • Arquitetura MPLS RFC 3031
    • RSVP-TE RFC 3209: extensões para RSVP para LSP
    • OSPF-TE RFC 3630
    • Configuração de pseudowire RFC 4447 e manutenção usando o protocolo LDP (Label Distribution Protocol)
    • Métodos de encapsulamento RFC 4448 para transporte de redes Ethernet sobre MPLS (PW sobre MPLS)
    • Estrutura RFC 4664 de L2VPN (VPLS/VPWS)
    • Requisito de serviço de L2VPN RFC 4665
    • VPLS (Virtual Private LAN Service) e H-VPLS (Hierarchical VPLS) RFC 4762
    • Perfil de transporte (TP) MPLS RFC 5654
      • Provisionamento estático de LSP
      • Provisionamento dinâmico de LSP
      • Proteção de túnel 1:1
    • LSP BFD RFC 5884 por meio de canais GAL/G-Ach
    • Perfil de transporte MPLS RFC 6215 Interfaces usuário-rede e rede-rede
    • Rastreamento de rota e verificação de conectividade sob demanda MPLS RFC 6426
    • Rastreamento de rota e verificação de conectividade LSP e PW RFC 6428
    • Resolução de endereço de destino MAC e ARP estático
    • Ping e TraceRoute para VCCV (Virtual Circuit Continuity Check)
  • +Multicast
    • Agente de retransmissão DHCPv4 com opção 82
    • G.8032 / interatividade IGMP
    • IGMP sobre MPLS-TP
    • IGMPv3 com SSM
  • +Desempenho ótico CSLM-200-2
    • Suporte a rede de 50 GHz/100 GHz
    • Ganho de codificação FEC Net: 12.1 dB
    • Alcance nominal total: 120 km sem amplificação a 1.000 km com amplificação
    • Tolerância a PMD: média de 150 ps; instantânea de 450 ps
    • Sensibilidade Rx: -26 dBm
    • SPLI (Service and Photonic Line Interoperability)
    • Ajustável de 1528,77 nm para 1566,72 nm
    • Potência de saída Tx, provisionável: -11 dBm a +7,5 dBm
  • + Gerenciamento de rede
    • Gerenciamento e monitoramento de alarmes
    • Arquivos de configuração
    • Gerenciamento abrangente via OneControl
    • CLI aprimorada
    • Firewall integrado
    • Suporte a gerenciamento IPv4 e IPv6
    • Porta de console local
    • Estatísticas por VLAN
    • Espelhamento de estado de porta
    • Cliente e autenticação RADIUS
    • Configuração automática remota por meio de TFTP e SFTP
    • RLLF (Remote Link Loss Forwarding)
    • FTP (File Transfer Protocol) RFC 959
    • Cliente DNS RFC 1035
    • SNMP MIB II RFC 1213
    • TFTP (Trivial File Transfer Protocol) RFC 1350
    • MIB de ponte RFC 1493
    • Interfaces MIB II RFC 1573
    • MIB de interface semelhante à Ethernet RFC 1643
    • MIB RMON RFC 1757 - incluindo configuração persistente
    • Estatísticas RMON e RMON II RFC 2021
    • Cliente DHCP RFC 2131
    • MIB de alarme RFC 3877
    • Endereçamento IPv6 (para plano de gerenciamento) – RFC 4291
    • ICMPv6 – RFC 4443
    • Configuração automática de endereço sem estado – RFC 4862
    • Cliente NTP RFC 5905
    • Protocolo SFTP (Secure File Transfer Protocol)
    • Secure Shell (SSHv2)
    • SNMP v1/v2c/v3
    • Criptografia de mensagens e autenticação SNMP v3
    • Atualização de software via FTP, SFTP
    • Syslog com contabilidade Syslog
    • TACACS + AAA
    • Servidor Telnet
    • VLLI (Virtual Link Loss Indication)
    • Provisionamento sem interação
  • + Segurança do serviço
    • Contenção de difusão
    • Restrição de porta de saída
    • Prevenção de ataque DOS (Denial Of Service) baseada em hardware
    • Filtragem de protocolo nas camadas 2, 3 e 4
    • Direitos de acesso do usuário
  • + Aprovações das agências
    • C-Tick da Austrália (Austrália/Nova Zelândia)
    • Marca CE (EU)
      • Diretiva EMC (2014/30/EU)
      • Diretiva LVD (2006/95/EC)
      • Diretiva RoHS2 (2011/65/EU)
    • ETSI 300 019 classes 1.2, 2.2, 3,2
    • GR-1089 6ª edição – NEBS Nível 3
    • GR-63-CORE, 4a. edição – NEBS Nível 3, Zona 4 Terremoto
    • NRTL (NA)
    • VCCI (Japão)
  • +Conformidade com padrões
    • Emissões:
      • CISPR 22 Classe A
      • CISPR 32 Classe A
      • EN 300 386
      • EN 55022
      • EN 55032
      • FCC Parte 15 Classe A
      • GR-1089 - 6ª edição
      • Industry Canada ICES-003, Classe A
      • VCCI Classe A
    • Aspectos ambientais:
      • Diretiva RoHS2 (2011/65/EU)
    • Imunidade (EMC):
      • CISPR 24
      • EN 300 386
      • EN 55024
      • GR-1089 - 6ª edição
    • Energia:
      • ETSI EN 300 132-2
      • ETSI EN 300 132-3
    • Segurança:
      • ANSI/UL 60950-1 2a. edição 2007
      • CAN/CSA C22.2 No. 60950-1-07
      • EN 60950-1
      • IEC 60825-1 2a. edição (2007)
      • IEC 60825-2 3a. edição (2004)
      • IEC 60950-1

CALCULATOR

Seja eficiente no consume de energia

Saiba como a nova plataforma 8700 da Ciena pode reduzir seus custos com energia para favorecer os resultados financeiros.

Perguntas? Pergunte à comunidade

Pergunte-nos

Quer saber mais sobre a 8700? Vamos conversar.

Entre em contato