Você está esquecendo o "ingrediente secreto" da transformação digital no setor financeiro?

As empresas de serviços financeiros estão sob maior pressão do que nunca para atrair e reter clientes de varejo, corporativos e institucionais. Para competir melhor, todos eles estão passando por vários estágios de transformações digitais para fornecer experiências aos clientes de maior qualidade, serviços inovadores e acesso "sempre ativo" em diferentes tipos de dispositivos para seus clientes.

|||promo|sidebar|1|||

Em nossas discussões com os clientes, observamos que as empresas de serviços financeiros na região CALA estão baseando suas iniciativas de transformação digital em três pilares principais que visam impulsionar o crescimento sustentável. Eles são:

1)      A necessidade de melhorar as experiências do cliente por todos os meios possíveis, especialmente com serviços digitais rápidos e convenientes, acessíveis em vários tipos de dispositivos.

2)      A necessidade de aumentar a eficiência ao simplificar e automatizar processos manuais sempre que possível.

3)     A necessidade de diferenciar ofertas no mercado com base em serviços personalizados mais relevantes que agregam ofertas de fornecedores complementares.

Mas, ao focar nesses objetivos e nas novas tecnologias disruptivas que os sustentam, o "ingrediente secreto" da transformação é muitas vezes esquecido: a própria rede.

As redes precisam fazer mais do que conectar A a B, elas precisam suportar serviços digitais…

Para entregar esses três pilares e, ao mesmo tempo, conter os custos, você precisa considerar sua estratégia de rede em detalhe. Especificamente, você precisa garantir que sua rede forneça a escala e o desempenho necessários para suportar seus novos aplicativos e serviços; automatizar seus processos e assegurar conectividade sempre ativa ao data center e à nuvem.

Você também precisa de uma rede que permita aproveitar as tecnologias novas e disruptivas da FinTech, muitas das quais poderiam ajudá-lo a entrar na onda do "open banking" para melhorar os serviços ao cliente e as decisões de empréstimos. Com a rede certa, você pode combinar suas próprias soluções de tecnologia transformadora com ofertas inovadoras FinTech, ajudando você a lançar novos serviços no mercado com muita mais rapidez. |||incontent|sidebar|1|||

Os bancos que possuem redes poderosas e flexíveis já estão lançando assistentes de inteligência artificial para que seus clientes melhorem suas experiências. Outros estão lançando ou conectando-se a novas soluções de análise de big data e RPA (Robotic Process Automation) na nuvem para agilizar o atendimento ao cliente, tomar melhores decisões de empréstimos e melhorar sua eficiência operacional.

As redes legadas do setor financeiro podem ser um grande obstáculo para a transformação

O simples fato de que a transformação digital dependa da conectividade de rede ágil e escalável significa que as infraestruturas legadas estão começando a reter as instituições. Com as redes legadas tendendo a ser muito lentas, complexas e inflexíveis, é difícil ou impossível adotar tecnologias disruptivas em grande escala, ou fornecer os serviços e experiências diferenciados que os clientes desejam e esperam.

Esses obstáculos de transformação não são surpresa quando você considera que as redes financeiras agora devem fazer muito mais do que o trabalho inicial para o qual foram projetadas. Por exemplo, conectar agências a sistemas bancários principais centralizados costumava ser suficiente e isso era possível com conexões estáticas e processos manuais para provisionar novos serviços. Esse já não é o caso, as redes legadas certamente não conseguem se adaptar com rapidez suficiente ao novo mundo de desenvolvimento ágil e serviços FinTech na nuvem.

Há também uma questão de confiabilidade e desempenho para serviços baseados em nuvem.   Se sua rede legada não puder responder com rapidez suficiente para alterar as demandas de largura de banda dos aplicativos ou se recuperar de uma queda no desempenho ou de uma interrupção, sua capacidade de adotar serviços na nuvem poderá ser limitada. Afinal, se os serviços de TI operacionais estiverem hospedados na nuvem, suas conexões de rede se tornarão críticas.

|||promo|inline|1|||

Além desses desafios, muitas redes legadas são muito inflexíveis.  A implementação de mudanças requer intervenções manuais demoradas, muitas vezes levando semanas ou meses para ser concluída.  Isso atrasa o lançamento de novos serviços diferenciais para os clientes. Você pode perder para concorrentes mais ágeis, cujas redes podem se adaptar às mudanças na estratégia de nuvem mais rápido do que você.

As empresas mais afortunadas descobrem seus problemas de conectividade antes de irem muito longe no caminho da implementação.  As desafortunadas descobrem tarde demais, quando o congestionamento da rede, a latência e as interrupções já estão causando grandes transtornos.

Redes adaptativas: o "Ingrediente Secreto" para a transformação digital no setor de finanças

De todos esses desafios, há apenas uma conclusão importante: você precisa organizar sua agenda de transformação em torno das necessidades do cliente e não dos obstáculos das redes legadas.

Assim, ao desenvolver sua receita de transformação e a estratégia de nuvem relacionada, considere a adição de um toque de infraestrutura programável, um pouco de análise e uma boa dose de controle baseado em software.  Isso pode ajudar a garantir que sua conectividade na nuvem seja programável e flexível para se adaptar rapidamente às novas demandas de aplicativos e acomodar novos serviços bancários digitais para melhorar a experiência do cliente.

Sua lista de compras na rede para o sucesso da transformação digital

Agora que você está totalmente focado no ingrediente secreto, esta é uma lista de compras útil ao planejar sua rede para oferecer suporte a iniciativas de transformação digital:

  •  Escalabilidade sob demanda
    com a capacidade de suportar qualquer número de novos serviços com muita largura de banda em conexões programáveis de 100G, 200G e 400G.
  •  Eficiência operacional
    com infraestrutura consolidada e com eficiência no consumo de energia, processos de rede automatizados e gerenciamento centralizado de componentes de vários fornecedores (físicos e virtuais).
  •  Abertura
    para flexibilidade em sua futura estratégia de rede, sem risco de bloqueio do fornecedor.
  • Tempo de colocação no mercado mais rápido para novos serviços disruptivos
    com provisionamento de serviços simples e ativação em ambientes com vários domínios e vários fornecedores.
  • Confiabilidade
    para suportar conexões sempre ativas com o data center ou a nuvem.

Na Ciena, nos especializamos em projetar, construir e implantar soluções de conectividade de rede que ajudam empresas de serviços financeiros a executar suas estratégias de transformação digital e de nuvem. Nossas soluções de rede podem ajudá-lo a adotar tecnologias digitais disruptivas e alcançar suas metas de transformação mais rapidamente.

Para descobrir como a Ciena pode ajudá-lo a criar uma infraestrutura de Adaptive Network para oferecer suporte à sua estratégia de nuvem e fornecer serviços digitais transformadores em grande escala e ficar um passo à frente de seus concorrentes, por favor entre em contato conosco aqui.