Você aperta o botão e finaliza o seu pedido online, todos nós sabemos que o próximo passo será fazer o acompanhamento dessa remessa para ver onde está o seu pacote. Atualmente não fazemos isso simplesmente porque estamos empolgados com a sua chegada, mas devido aos crescentes roubos de pacotes por partes de piratas sabemos que não estará seguro até que chegue em nossa casa. O roubo e outras questões de segurança estão incentivando a necessidade de mais videovigilância em casa, porém os proprietários de residências não começaram a trabalhar nesse assunto antes devido às dificuldades com a tecnologia no passado.

Felizmente, a tecnologia neste espaço melhorou drasticamente nos últimos anos. As câmeras não precisam mais de cabos para serem conectadas a um dispositivo de armazenamento. Elas podem ser conectadas diretamente à rede Wi-Fi doméstica, oferecendo configuração e conectividade em minutos.   Os cabos de energia podem ser eliminados através do uso de baterias recarregáveis, oferecendo a possibilidade de montar uma câmera em praticamente qualquer local que esteja ao alcance de uma escada.  Em suma, o que antes era um processo complexo que exigia um planejamento cuidadoso e consideração agora é uma atividade simples.  Não existe realmente nenhuma razão para não atualizar seu plano de segurança residencial com câmeras de vigilância que podem ser facilmente instaladas em apenas algumas horas. 

Conversas sobre segurança são rotineiras na mesa de jantar e também nas salas de reuniões ao redor do mundo. Devido a recentes violações de segurança em larga escala envolvendo milhares de registros que têm ocupado as manchetes das notícias, a preocupação pública com a segurança de dados nas comunicações online também continua aumentando.  Com uma em cada quatro organizações expostas à possibilidade de sofrer uma violação de dados em larga escala nos próximos 24 meses, a necessidade de uma estratégia de segurança abrangente é primordial.  As empresas estão descobrindo que as violações de dados podem resultar em taxas legais e regulamentares, custos associados à identificação e notificação das vítimas, além de perda de receita e os danos à reputação da marca, tudo isso pode somar milhões de dólares. 

A segurança entre data centers não deve ser negligenciada

A maioria das estruturas de segurança começa protegendo o host e a conexão entre usuários e aplicativos. Os problemas e as soluções aqui são geralmente bem compreendidos, porém, uma vez que os dados dos aplicativos abandonam os limites seguros para atravessar a rede entre os data centers, eles podem ficar expostos.  O vínculo de comunicação entre aplicativos, ou entre aplicativos e bancos de dados em diferentes locais, é frequentemente ignorado porque as redes de fibra que interconectam os data centers geralmente são consideradas impenetráveis.  No entanto, os dados geralmente passam por redes de terceiros ou de vários provedores de serviços, por isso não estão sob o controle total de uma única organização.  Uma maneira simples e escalável de proteger os dados que trafegam pela rede deve ser adotada para garantir a confidencialidade dos mesmos. 

Para proteger as comunicações entre os data centers, as organizações geralmente dependem da infraestrutura de rede para fornecer criptografia, mas isso pode trazer vários desafios, dependendo da camada usada.  A solução pode ser difícil de projetar e construir, com implementação dispendiosa e ineficiente para escalar à medida que as demandas de tráfego aumentam.  Algumas soluções podem introduzir latência aumentada e taxa de transferência reduzida sob alta demanda de tráfego, aumentando o problema da escalabilidade.

Simplificando a segurança entre os data centers com criptografia de camada 1

Felizmente, da mesma forma que o mercado de vigilância doméstica, a infraestrutura de rede implementou alguns avanços que permitem que a camada ótica forneça uma solução simples para proteger todos os dados em trânsito. A criptografia de camada 1 fornece taxa de transferência completa e latência insignificante para eliminar gargalos e latência induzida na rede, sob qualquer carga de tráfego.   É simples de projetar, construir e operar e, como está incorporada nos mesmos sistemas de transporte usados para enviar comprimentos de onda em redes metropolitanas ou de longa distância, não são necessários dispositivos adicionais de criptografia dispendiosos.

A criptografia na Camada 1, como a solução WaveLogic Encryption da Ciena, proporciona criptografia em massa para todos os dados em trânsito que passam pelo link criptografado. Por isso, pode ser uma primeira etapa simples para as organizações que implementam uma política de segurança entre data centers ou na nuvem. A camada ótica pode garantir que todas as comunicações de aplicativo para aplicativo entre os data centers estejam protegidas.  A criptografia em massa na camada 1 protege até mesmo as comunicações entre aplicativos herdados que podem não se enquadrar em outras estruturas de segurança.  Ou pode ser usado como uma camada adicional de defesa, caso ocorra um comprometimento de segurança de nível superior.  As organizações têm a flexibilidade e a opção de usar a criptografia de camada 1 como um depósito na camada inferior ou usá-la como parte de um plano de segurança mais abrangente.

A videovigilância doméstica agora tem muitas soluções simples e fáceis de implementar, permitindo a adoção generalizada.  Da mesma forma, proteger a nuvem entre os data centers nunca foi tão simples.  Chegou a hora de adicionar a criptografia de camada 1 à sua estrutura de segurança global.

Quer saber mais? Clique aqui  para assistir ao nosso webinar “Protegendo a nuvem” e saiba como a criptografia de camada 1 pode ser uma solução simples e escalável para proteger as comunicações entre os data centers ou na nuvem.