Este artigo foi publicado originalmente no  Multichannel News

A Netflix é o garoto-propaganda do conteúdo over-the-top (OTT) e, sem dúvida, desempenhou um grande papel na mudança do status quo quando se trata de nossos hábitos de entretenimento e consumo televisivo. A empresa pode levar o crédito por reimaginar a distribuição de conteúdo, investindo em conteúdo interno e numa rede de distribuição para alimentar nossos hábitos televisivos compulsivos. 

No entanto, esses hábitos são principalmente suportados em redes de MSO, que têm um dos melhores produtos de serviço de internet do mercado. Essas empresas estão focadas no futuro, fazendo investimentos nas pessoas, processos e infraestrutura necessários para ajudá-las a adequar suas capacidades a uma nova geração de usuários.

Entregar uma experiência ideal ao cliente

A demanda dos consumidores por melhores opções televisivas criou um ambiente em que as MSOs não toleram interrupções de serviço ou problemas de qualidade. No entanto, plantas coaxiais desatualizadas, repetidores analógicos e espectro limitado fazem com que atender a demanda do cliente por um serviço rápido e confiável seja um desafio. As MSOs reconhecem isso e já estão se movendo na direção certa, mas avançarão ainda mais rápido com a fiber deep, o conceito pelo qual as operadoras levam a fibra para mais perto do usuário final, o que ajuda a melhorar o serviço. 

O impacto da Netflix e outros serviços de streaming em MSOs é claro: eles oferecem conteúdo OTT, mas quando seus serviços são lentos, os clientes rapidamente culpam o seu provedor de rede. Por causa disso, as MSOs precisam encontrar uma maneira de oferecer o serviço OTT que os espectadores de hoje exigem, e a fiber deep é a melhor maneira de atingir essa meta.

A fiber deep elimina os amplificadores e impulsiona a conversão de ótica para elétrica para mais perto dos assinantes, aumentando a largura de banda potencial para as residências e reduzindo os custos de energia e manutenção. A razão mais clara para abraçar a fiber deep é simples: não é necessário desmantelar a rede CCAP (plataforma de acesso por cabo convergente) existente, proporcionando uma migração para os dispositivos PHY remotos (RPDs) e a escalabilidade.

As MSOs também enxergarão benefícios adicionais indo em direção à fiber deep, incluindo:

  • Serviços de Internet mais responsivos: com mais de US$ 1,4 trilhão investidos para implantar redes de banda larga, as operadoras de cabo estão disponíveis para 93% das residências dos EUA, de acordo com a SNL Kagan. A fiber deep reduz as residências cobertas por cada nó e transfere a funcionalidade do headend para o nó, permitindo melhorias significativas de desempenho para coisas como transmissão Ultra HD ou 4K, bem como velocidades de acesso mais rápidas. 
  • Redução de custos: a fiber deep permite que as MSOs eliminem equipamentos desatualizados e caros, além de integrar serviços, plataformas e ferramentas de gerenciamento para gerar maior eficiência. Além disso, ao consolidar os headends e hubs existentes, as MSOs usam menos energia e recursos, reduzindo tanto o impacto ambiental quanto o custo operacional.

Colocando a largura de banda até a borda

Uma rede fiber deep deve ser projetada para atingir fisicamente o número pretendido de usuários e também escalar para atender as futuras necessidades de banda dos usuários, as quais devem aumentar significativamente ao longo da vida da rede. Para atender a esses requisitos, a rede precisa suportar muitas interfaces físicas e diferentes níveis de capacidade de processamento e transporte.

Embora o impacto dos serviços de streaming e do corte de cabos tenha feito os pessimistas questionarem a viabilidade das MSOs, os consumidores, de fato, não as estão abandonando. Em vez disso, eles estão mudando seus hábitos de consumo televisivo, mudando assim suas necessidades de serviço.

O rico pedigree de propriedade de conteúdo e experiência de entrega dos provedores de cabo os torna adequados para oferecer a melhor experiência de usuário nos negócios. É a natureza da arquitetura MSO que fornece uma vantagem distinta, tudo porque a rede e os recursos estão relativamente próximos do usuário, e não a quilômetros de distância em um grande data center. As MSOs estão em ótima posição: seus clientes querem mais e melhores serviços, e a fiber deep fornece a tecnologia para dar a esses clientes o que eles querem.