A arquitetura de Rede óptica passiva (PON) emprega fibra compartilhada para conseguir reduzir os custos para as operadoras de rede, o que é bastante rentável em cabos alimentadores de fibra óptica (feeders) curtos. O principal atrativo da arquitetura PON é que ela tem uma Planta Externa (OSP) completamente passiva, eliminando os componentes eletrônicos ativos do OSP que geralmente são pontos geradores de falhas, simplificando assim a operação da rede. Este white paper estabelece que a arquitetura combinada PON/AON, baseada na Solução Universal Aggregation da Ciena, aborda/atenua os principais problemas das operadoras de rede na implantação de fibra na rede de acesso para suportar serviços de banda larga.